Olha isso, casal

Quem não se comunica, se trumbica, diz psicóloga sobre comunicação no casamento

As DRs entre casais não são nada fáceis, né?

03/11/2019 08h09Atualizado há 1 mês
Por: Redação

Já dizia o saudoso Chacrinha: “quem não se comunica, se trumbica” e hoje vamos prosear sobre a comunicação no casamento. De forma geral, a comunicação diz respeito a como as pessoas interagem umas com as outras, é a questão mais difícil nos relacionamentos, porque todo e qualquer comportamento humano comunica alguma coisa e precisamos ter cuidado para que esta comunicação não seja mal interpretada pelas pessoas ao nosso redor.

Falando especificamente de casais, precisamos entender que cada cônjuge, em sua diferença, se comunica de maneira diferente. Por exemplo: A maioria das esposas percebe claramente quando o esposo está aborrecido ou magoado só de olhar a expressão do rosto dele, mas o homem, só desconfia que a esposa não está bem, depois que ela, num ataque de fúria, “grita na cara do marido”, todas as suas mágoas e ressentimentos por não ter recebido um ‘presentinho’ no dia do aniversário ou por ele ter esquecido a data do aniversário do casamento. Mas antes disto acontecer, ela deu vários sinais de descontentamento, mas ele não percebeu. É sério. Eles não percebem...rs! 

A comunicação pode ser observada por meio das palavras, do silêncio, da ação, da “não ação”, das atitudes, posturas, olhares, gestos, intenções e etc. Quando eu peço ao meu esposo para passar no supermercado e comprar um chocolate para mim e ele esquece, eu, dependendo do momento e do grau de maturidade do nosso relacionamento conjugal, posso entender que esta atitude dele é a expressão clara de que ele ‘não me ama mais’, não se ‘importa comigo’, não é romântico e etc. Eu não paro para pensar que esta interpretação que fiz do ‘esquecimento dele’, possa ser uma interpretação errada, pois na verdade ele não comprou o chocolate por que teve um imprevisto e não conseguiu sair para comprar. 

O problema é que muitos casais, com o tempo, vão diminuindo a comunicação por meio do diálogo, da expressão de carinho, do toque, do olhar e etc, e vão se ‘especializando’ em comunicação por meio de silêncios, queixas, reclamações, cara emburrada e cobranças, que são evidências de que a  comunicação entre o casal, se tornou violenta.  

Nós, que temos um relacionamento a dois, precisamos atentar para que a falta de tempo, a agitação, a correria do dia a dia, a tecnologia moderna que mais nos afasta do que nos aproxima, o nosso egoísmo e a comunicação inadequada, não interfiram em nossa capacidade e sensibilidade de compreender, demonstrar amor e considerar as necessidades da pessoa que está ao nosso lado. Aprenda a se comunicar de forma adequada com seu cônjuge e evite anos de conflitos e ‘trumbicação’.

Na próxima prosa, vou trazer alguns exemplos claros de como a ‘comunicação violenta’ pode acontecer entre os casais.    

Adriana de Azevedo Barbosa, Psicóloga (CRP 3276/16), Coach e terapeuta familiar, palestrante.

Contato: 27 99812 2283 – email: [email protected]

2comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias