Óleo no mar

Quase 300 kg de fragmento de óleo já foram recolhidos das praias de Linhares

Balanço divulgado nessa quinta-feira (21).

21/11/2019 20h32Atualizado há 2 semanas
Por: Redação

Um balanço divulgado pelo Comitê de Crise da mancha de óleo, nessa quinta-feira (21), indica que já foram coletados 276 quilos de material oleado das praias de Linhares, desde o último dia 9 de novembro, quando foram iniciadas as operações de limpeza nos balneários do município.

Nesta quarta-feira (20), as equipes recolheram 29 quilos dos fragmentos do óleo das praias de Degredo, Cacimbas e Monsarás. De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e membro do Sistema de Comando em Operações (SCO), Fabrício Borghi Folli, as equipes do Exército Brasileiro continuam atuando nas praias de Degredo, Cacimbas e Povoação.

Todo o material recolhido das praias de Linhares está sendo encaminhado a uma central do Município, onde é acondicionado em tambores e em local seguro. Posteriormente, após alinhamento com os órgãos federais – responsáveis pela ação –, será dada destinação definitiva ao material.

Colaboração
A Prefeitura de Linhares, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, pede à população que colabore, caso encontre vestígio de óleo nas praias do município.

O cidadão pode acionar o Comitê de Crise através do telefone 153. Lembrando que é imprescindível que não haja contato direto com o material. 

Material Coletado na quarta-feira (20)

- monitoramento e coleta de 10,2 Kg de óleo em Degredo, extensão de 5,597 Km

- monitoramento e coleta de 10 Kg de óleo, no  balneário de Cacimbas, extensão de 6,23 Km.

- Na Praia de Monsarás (Lagoa da Viúva) foi realizado monitoramento e coleta de 9 Kg de óleo, extensão de 6,73 Km.

- Total de óleo coletado pela tropa no dia 20/11/2019: 29,2 Kg (Fonte e foto: PML)

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias