Solução!

Prefeitura dá três dias de prazo para construtora resolver problemas no Residencial Rio Doce, no Aviso

Hoje (27) os moradores fecharam a Estrada do Pontal em protesto.

27/11/2019 20h31Atualizado há 1 semana
Por: Redação

Três dias úteis. Esse é o prazo dado pela Prefeitura de Linhares, através de uma notificação extrajudicial, para que a construtora responsável pelo Residencial Rio Doce tome as devidas providências  para reparar e sanar vícios construtivos já identificados e outros existentes no empreendimento imobiliário, localizado no final do bairro Aviso.

De acordo com a Prefeitura de Linhares, o empreendimento ainda está no prazo de garantia, isto é, todas as intervenções que devem ser realizadas no Residencial são de responsabilidade da construtora.  A notificação extrajudicial foi assinada pelo prefeito de Linhares Guerino Luiz Zanon. No início da manhã de hoje (27), os moradores fecharam a Estrada do Pontal, reivindicando as atenções anunciadas acima.

Nas informações enviadas à imprensa após o manifesto, consta: "As medidas administrativas foram adotadas pela Prefeitura de Linhares, solicitando providências à Caixa Econômica Federal e à AB Construtora e Empreendimentos Comercial Ltda, responsável pela execução do empreendimento residencial Rio Doce, no bairro Aviso".

Após as fortes chuvas, diz a divulgação, um relatório da vistoria de inspeção foi produzido onde verificou-se que a pavimentação apresenta rachaduras e buracos; deterioração precoce dos pavimentos; afundamento de revestimento; danos comprometendo a segurança estrutural das vias; funcionalidade visivelmente comprometida, com riscos de segurança ao usuário e vias que necessitam de intervenções significativas em curto prazo.

Antes da notificação, a secretaria municipal de Obras e Serviços Urbanos já havia enviado o Ofício 2472/2019 relatando vícios construtivos no empreendimento, disse a informação vinda da PML.

7comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias