Bombas

PM recupera bombas de irrigação e apreende droga em ação após denúncia

Pessoas apontadas como receptadoras também foram levadas para a DRL

Eu Vi em Rio Bananal

Eu Vi em Rio BananalBlog Eu Vi em Rio Bananal

15/09/2017 07h06
Por: Redação

Reinaldo de Oliveira, de 46 anos, o Cupim; Lindomar Pazolini Mandato, de 43 anos, o Mandado; Paulo Sérgio Correia, de 21 anos; e Wilames  Santos Bezerra, de 25 anos, o Wiliam; foram conduzidos para a 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL), fato registrado na madrugada desta sexta-feira (15), após exaustivos e precisos trabalhos da Polícia Militar, coordenados pessoalmente pelo Major Max Alvarenga, subcomandante do 12º Batalhão da Polícia Militar.

A ação se deu após o Major receber denúncia sobre furtos e receptação de bombas usadas no sistema de irrigação de lavouras. Na ocasião, o alvo da denúncia foi Wilames, que estaria escondendo uma bomba de irrigação furtada recentemente na região de Rio Bananal e que também estaria comercializando drogas.

O resultado dos trabalhos foram a recuperação de três bombas de 15 CV, duas de 02 CV, uma bomba  de 01 CV e outra de 1/2 CV. Também foram apreendidas 16 buchas de maconha, seis pedras de crack, R$ 130,00 em notas trocadas, uma tesoura, diversas sacolinhas e um celular.  Tudo está relatado no Boletim Unificado 33892290 gerado as 02h13 e que traz como endereço a localidade de São João do Tiradentes, Rio Bananal.

O BU cita que após receber a denúncia, o major e a guarnição da viatura 3472, que atua na região de Bebedouro, foram ao local citado e foram informados que Wilames estava na casa de um amigo. O denunciado foi abordado e no celular dele, cita o BU, foi encontrada uma mensagem da negociação da bomba de 15 CV.

Ainda segundo o BU, Wilames admitiu que a bomba havia sido furtada na localidade conhecida como São José de Norato e vendida para Lindomar Pazolini Mandato, o Mandato, residente em Governador Lindemberg, bairro Nova Brasília. Abordado e indagado, Mandato, conforme cita o BU, disse que havia vendido a bomba para Cupim. O relatório do BU diz que na denúncia, a PM havia sido informada que Cupim seria receptador de bombas furtadas.

Localizado, Cupim, de acordo com o BU, disse que havia vendido a bomba e que a mesma estaria em Viana, mas depois teria apresentado outras três versões sobre a localização da bomba. Por fim, o homem, conforme informa aa PM no BU, acabou levando os militares em uma de suas propriedades, na região de Córrego São Gonçalo, em São Domingos do Norte, onde foram encontradas três bombas de 15 CV, duas de 02 CV, uma bomba  de 01 CV e outra de 1/2 CV, as quais o homem não apresentou Nota Fiscal.

Na sequência o BU cita que na casa de Wilian foram encontradas dentro da gaveta de uma cômoda, 12 buchas de maconha e seis pedras de crack, escondidas dentro de uma fralda descartável usada. Também foram apreendidos os demais materiais. O investigado, contudo, ainda segundo o BU, disse que é usuário. O caso segue junto à Polícia Civil.

Quer ajudar a polícia com denúncias anônimas? Ligue para o 181 ou 190, ou procure um policial de sua confiança.

2comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias